Oficina de Qualidade de Vida. Práticas Integrativas.

10 de agosto, 2016 em Oficina

uploads/attachments/90/meme.png

O que é medicina Integrativa?

Medicina integrativa é a prática da Medicina que reafirma a importância da relação entre o paciente e o profissional de saúde, focando na pessoa em seu todo. Ela é baseada em evidências científicas e faz uso de todas as abordagens terapêuticas, profissionais de saúde e disciplinas adequadas para obter o melhor da saúde e cura. A medicina integrativa inclui terapias complementares como meditação, yoga, musicoterapia, arteterapia, massagem, atividade física, acupuntura e terapias energéticas como o Reiki por exemplo.

O que significa o termo “terapias complementares”?

Terapias complementares são abordagens terapêuticas não convencionais, não cirúrgicas e não farmacêuticas, mas de eficácia conhecida que, quando combinadas com o tratamento padrão principal, podem aumentar a eficácia do tratamento e reduzir sintomas adversos. Ou seja: no caso da oncologia por exemplo, essas terapias não têm como objetivo substituir o tratamento padrão que envolve cirurgia, quimioterapia e/ou radioterapia, mas pode ser associada ao tratamento com intuito de amenizar o estresse, ansiedade, distúrbios de humor, e melhorar a qualidade de vida!

Conheça um pouco mais sobre as práticas integrativas complementares 
que teremos na Oficina de Qualidade de Vida de agosto:

Meditação

A meditação oferece a qualquer pessoa a possibilidade de aquietar-se de uma forma prática, simples e sem esforço. Praticando a meditação transcendental apenas 20 minutos por dia, é possível obter um descanso mais intenso do que o sono profundo (chamado de “repouso em alerta”), que contribui para eliminar tensões e estresses adquiridos no dia-a-dia. A meditação atua na redução da ansiedade, distúrbios de humor e melhora a qualidade de vida!

Musicoterapia

Musicoterapia é a utilização da música e/ou seus elementos (som, ritmo, melodia e harmonia) por um musicoterapeuta, buscando facilitar e promover a comunicação, aprendizagem, mobilização, expressão, entre outros objetivos terapêuticos, para alcançar necessidades físicas, emocionais, mentais, sociais e cognitivas de cada paciente. Tem por objetivo desenvolver potenciais e restabelecer funções do indivíduo para que ele possa alcançar uma melhor qualidade de vida. 

Yoga

Yoga, significa controlar, unir. É um termo de origem sânscrita, uma língua presente na Índia. A Yoga é relacionada ao budismo e ao hinduísmo, com práticas como exercícios e meditação para trabalhar o físico a mente. Ela trabalha as emoções, ajuda as pessoas a agir de acordo com seus pensamentos e sentimentos, além de trazer um profundo relaxamento, concentração, tranqüilidade mental, fortalecimento do corpo físico e o desenvolvimento da flexibilidade.

Reiki

Reiki é uma palavra de origem japonesa, sendo que REI significa energia universal e KI significa energia vital. Trata-se de um processo de encontro dessas duas energias, um sistema natural de harmonização de equilíbrio energético que visa a manter ou recuperar a saúde. É uma reposição energética. Funciona como instrumento de transformação de energia nocivas em benéficas.  Ele atua na totalidade do ser: nos corpos físico, emocional, mental e espiritual gerando um estado de harmonia. O Reiki não substitui a medicina, mas as pessoas sentem-se mais receptivas, amorosas e felizes. Ele nos leva a prestar atenção em nós mesmo, facilita nosso autoconhecimento, diminui o estresse e a ansiedade.

Venha participar da Oficina de Qualidade de Vida no dia 25 de agosto e experimente a vivência das terapias integrativas! Faça já sua inscrição gratuita na recepção do IOV. As vagas são limitadas!